sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Steven Adler: "vergonha por Axl e Slash por não se falarem"

Steven Adler, fundador do GUNS N’ ROSES e do ADLER’S APPETITTE, concedeu uma entrevista para o The Jewish Chronicle. O baterista disse que sente vergonha do Slash  e Axl Rose por estarem brigados há anos. "Por que você acha que nós éramos bem-sucedidos? Porque nós cinco tínhamos algo especial. Tínhamos uma ligação e não importa as besteiras que aconteceu nesses anos; há uma coisa que Axl (Rose) e os seus advogados nunca vão poder tirar, é a nossa irmandade, que nos ajudou a alcançar as metas que tínhamos quando éramos adolescentes. E o que meus irmãos fazem de melhor? Eles lutam uns com os outros! Eu não os odeio agora porque minhas feridas estão curadas. Mas, fico com vergonha do Axl eSlash  por não se falarem. E a cada dia que eles não se falam, será outro dia em que a magia não está sendo mais criada. Não importa que façamos uma turnê, um registro ou uma música, os deuses vão querer ouvir”, diz Adler.
Quando perguntado por qual motivo uma reunião da formação clássica deve acontecer, ele explica: "Há todo o amor que recebo em todo o mundo. Ouvi dizerem 'Appetite For Destruction' é a trilha sonora de minha vida em diversos idiomas. E há todo o dinheiro que podemos fazer. Isto renderia bilhões de dólares. Tudo que precisamos é subir juntos no palco por 90 minutos. E eu quero terminar o que comecei. Agradeço a Deus por ter colocado estes estúpidos em minha vida".
Além disso, o baterista falou da sua luta contra as drogas que há décadas está tentando acabar com o vício. “Eu tentei me matar, não é fácil! Eu já tive um AVC, um leve ataque cardíaco e fiquei em coma por quatro dias. Meu médico disse que o meu lado esquerdo poderia ficar paralisado quando tive o AVC. Eu fui abençoado, porque continuo tocando bateria, mas, não como era antes. Tenho 46 anos, a maioria das pessoas que eu conheci não passou dos 20 anos de idade”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário